TRATAMENTOS – CRIOCIRURGIA

Introdução

A criocirurgia (também chamada de crioterapia) é definida como uma técnica que utiliza o uso controlado de baixas temperaturas ( atingida por meio de substâncias como nitrogênio líquido) para destruir tecidos anormais ou câncer. Em oncologia, é utilizada para remover pequenos tumores, geralmente de pele, em regiões difíceis de se retirar ou em animais muito idosos. Para o tratamento de tumores relativamente pequenos e de fácil acesso pode ser preciso apenas anestesia local, já em locais como a pálpebra pode ser preciso  uma sedação maior, e, alguns outros, como um tumor em cavidade oral por exemplo, pode se fazer necessário anestesia geral.

Como funciona a criocirurgia?

 

Primeiramente os pêlos do animal próximos da área onde se localiza o tumor serão raspados. Após isso, poderá ser retirada uma amostra para biopsia e também uma parte do tumor a fim de se minimizar o volume para o congelamento e também para encurtar o tempo do procedimento. Então terá início o uso da baixa temperatura através de equipamentos adequados. A duração disto pode variar de 30 segundos a alguns minutos, dependendo do local e do tipo/tamanho do tumor. O veterinário normalmente irá fazer também um congelamento de uma camada de células normais ao redor do tumor para se certificar de que nenhuma célula cancerosa seja deixada para trás.

O mecanismo básico da criocirurgia é uma destruição das células, fazendo com que haja uma desidratação, cristalização, ruptura das membranas das células, desnaturação de substâncias lipoproteicas, estase vascular e um choque térmico.

O animal pode sentir um desconforto imediatamente após o procedimento, que normalmente se resolve dentro de 12 horas. O tecido congelado pode aumentar de tamanho, alterar sua coloração e em alguns casos ocorrer a saída de uma pequena quantidade de sangue/soro. Haverá a formação de uma crosta dentro de alguns dias, e embora a lesão possa parecer infeccionada, os antibióticos nem sempre são necessários. A crosta normalmente cai dentro de 3 semanas, deixando uma pequena mancha sem pêlos.

Quais são os tumores normalmente tratados com a criocirurgia em cães e gatos?

Embora uma variedade de tipos de tumores sejam tratados com a criocirurgia, há quatro tipos que têm sido tratados e possuem um bom resultado: tumores de pálpebra, tumores perianais, tumores orais e tumores da pele. O uso da criocirurgia geralmente poderá trazer benefícios em casos de tumores cutâneos com menos de um centímetro, tumores benignos de pálpebra, epúlide da cavidade oral, carcinoma espino e basocelular (cutâneo), tumores nasais, adenomas perianais.

Vantagens X Desvantagens

Entre as vantagens, podemos citar o fato de ser um procedimento não tão demorado quanto uma cirurgia comum de retirada de tumor,por exemplo. Podemos citar também a questão de necessitar menor tempo anestésico, a possibilidade da realização, em alguns casos, com anestésico local e também uma menor perda de sangue quando comparado a outros métodos. Em relação às desvantagens, podemos citar o efeito estético, já que poderá haver a formação de crostas, vesículas, descamação e cicatrizes. Podemos citar também a questão da inflamação que pode ocorrer dentro de algumas horas do congelamento, a dor, e, em alguns casos, hemorragias (normalmente dentro de 2 horas do procedimento).

Fonte:

 PET CANCER CENTER. Cryosurgery for cats and dogs with cancer. Disponível em: http://www.petcancercenter.org/Cancer_Treatments_Cryosurgery.html . Acesso em: 05 de setembro de 2011.